As melhores e piores transferências da última janela

A primeira janela de transferências no meio de uma pandemia foi movimentada, mas ainda assim com menos negócios fechados do que estamos acostumados a ver. Clubes estão com problemas de caixa, então para a grande maioria, fazer negócio significava vender pra comprar.
Mas mesmo assim, alguns bons negócios foram feitos … outros, nem tanto.
Vamos olhar para as melhores e piores transferências dessa última janela.

MELHORES

Timo Werner (Chelsea)
Esse parece ser o atacante que o Chelsea precisava. Rápido, com boa técnica, e artilheiro nato. E pensar que o clube desembolsou apenas €53 milhões pelo alemão. Que negócio!
Edinson Cavani (Man United)
Sim, ele tem 33 anos. E sim, ele foi rejeitado por um PSG que não tem um grande camisa 9 (acho o Icardi supervalorizado). Mas não tem não curtir esse negócio.
Cavani é um dos grandes artilheiros do futebol europeu dos últimos anos, e ele traz algo ao United que eles não têm: um grande goleador.
Conseguir fechar com Cavani por 1 ano (com opção pra mais um), e vindo de graça, esse o United não tinha como deixar passar.
Thomas Partey (Arsenal)
O Arsenal estava atrás do meio campista há alguns anos, mas nunca foi capaz de fechar o negócio. Mas com Arteta no comando, o clube parece estar fazendo todo o possível para trazer quem o espanhol quer … e com uma multa rescisória de apenas €50 milhões, o negócio ficou mais fácil de fechar.
Partey tem a capacidade de completamente mudar o meio campo dos Gunners. Ele é mais completo do que qualquer jogador do plantel atual. Sabe marcar bem e sabe o que fazer com a bola nos pés. Ele imediatamente melhora o Arsenal.
Luis Suarez (Atlético de Madrid)
É verdade que aquele craque de três anos atrás já era … mas Suarez é um goleador nato. E o Barcelona deixar ele sair de graça para um rival foi uma estupidez gigantesca. Por mais que seu salário seja alto, Suarez tem a cara do Atlético de Madrid do Simeone. Um encontro perfeito!
Kai Havertz (Chelsea)
A transferência mais alta dessa janela (mais de €79 milhões), Havertz é um dos grandes jovens talentos do futebol europeu … e o Chelsea conseguiu convencê-lo.
Eu imagino que ele deve levar uma temporada para se adaptar à Premier League, mas quando olharmos pra essa janela em alguns anos, acredito que Havertz será o melhor dessa classe.
Thiago Silva (Chelsea)
Assim como Cavani e Suarez, Thiago Silva não é mais o mesmo de alguns anos atrás, mas ele ainda é um grande zagueiro … e hoje em dia está cada vez mais difícil encontrar bons zagueiros. Então, quando você consegue um muito bom de graça, é um baita negócio.
O brasileiro chega pra ser o xerife de uma zaga que precisava desesperadamente de alguém com a qualidade e experiência do Thiago Silva.
Thiago Alcantara (Liverpool)
Contratar um dos melhores meio campistas por €22 milhões sempre será um dos grandes negócios. Sim, é verdade que Thiago sofre com lesões, mas se ele jogar metade dos jogos do Liverpool, no nível que vimos dele nos últimos anos, já terá valido a pena.
James Rodriguez (Everton)
O colombiano sempre teve talento. Talvez não para ser protagonista num Real Madrid (apesar de ter liderado o time em assistências na temporada 2017/18), mas é muito bom jogador. E o Carlo Ancelotti não pensou duas vezes quando apareceu a oportunidade de trazer o meia ao Everton por €25 milhões … e o começo é muito promissor.
Sandro Tonali (Milan)
Tonali é um dos jovens mais cobiçados da Europa. Suas comparações com Andrea Pirlo não são por acaso. E o Milan ter conseguido levá-lo ao invés da poderosa Juventus faz o negócio ser mais impressionante ainda.
Ele chega por empréstimo (custo de €10 milhões), e se quiser contratá-lo em definitivo, custará mais €15 milhões ao final da temporada. Um ótimo negócio!
Ferran Torres (Man City)
Vendeu o excelente Sane por €49 milhões oa Bayern após uma lesão séria, e trouxe o super talentoso e jovem Torres como seu substituto por apenas €23 milhões.
Considerando que Ferran Torres é um dos grandes jovens talentos do futebol europeu, comseguir trazê-lo por tão pouco foi um baita negócio para os Cityzens.
Leroy Sane (Bayern de Munique)
Enquanto seja verdade que Sane está voltando de uma cirurgia séria no joelho (de ligamento – a mesma que Van Dijk acaba de sofrer, e que eu pessoalmente já sofri), o seu absurdo talento e baixa idade (24 anos) fazem de Sane uma das melhores transferências dessa janela.
Vale lembrar que apenas um ano atrás o Bayern estava disposto a gastar o dobro, antes do alemão sofrer a lesão no joelho.

PIORES

Eric Choupo-Moting (Bayern de Munique)
Está longe de ser um jogador ruim, mas ele claramente não está no nível do atual campeão europeu. Francamente, é bem difícil entender essa.

Esperto é o seu agente, que consegue tirá-lo do vice-campeão europeu e colocá-lo no campeão!
Miralem Pjanic (Barcelona)
Pjanic é um ótimo jogador, mas ele tem 30 anos e não é para uma posição de necessidade do time. E, ele foi basicamente trocado pelo Arthur, que tem apenas 24 anos e um enorme potencial (o Barcelona basicamente recebeu €12 milhões de diferença).
Nelson Semedo (Wolverhampton)
Um lateral inconsistente, que o Barcelona não queria. Então, conseguir €30 milhões foi um baita negócio … consequentemente, um negócio ruim para os Wolves. Caro demais por um lateral-direito que nunca mostrou muita coisa.
Pierre Emile Hojbjerg (Tottenham)
Tudo bem trazer o Hojbjerg para compor o elenco, mas quando o Tottenham o traz com a esperança de realmente melhorar o seu meio campo, não me parece fazer muito sentido. Afinal, estamos falando de um atleta que nem era titular absoluto no Southampton!
Alexis Sanchez (Inter de Milão)
Se fosse aquele Alexis da Udinese, do Barça ou do Arsenal, valeria a pena. Mas está mais pro Alexis do United (ele até mostrou alguma coisa na temporada passada quando estav emprestado à Inter) … não vale o risco!
Nathan Ake (Man City)
Ele não é um zagueiro fraco, mas €45 milhões por um zagueiro ok é muita coisa. Sim, ele é bem melhor que Ottamendi e melhor que Stones, mas estamos falando de €45m para alguém que deve ser reserva. Apenas por isso, entra nessa lista.
Cedric Soares (Arsenal)
Veio de graça! Mas, o Arsenal deu um contrato de QUATRO anos para um jogador de 28 anos que nem o Southampton queria. É muito difícil conseguir compreender esse negócio!
E aí, quem faltou aqui nessas listas? Deixe sua opinião!
Até a próxima...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s