Liverpool bate o City e iguala melhor início da história do Campeonato Inglês

Quem para esse Liverpool? Sério… quem para esse timaço, comandado pelo genial Jurgen Klopp?

Esse Liverpool é tão bem treinado, tão focado, trabalha tão duro… Não à toa que desde a temporada 2018/19 perdeu apenas UMA partida (para esse mesmo City). E em casa, são 46 partidas sem derrota. Incrível!

O Liverpool saiu com tudo e com menos de 6 minutos já abriu o placar com o brasileiro Fabinho. Foi um lance que está gerando polêmica nas redes sociais pois segundos antes, num ataque do City, a bola bateu no braço do Alexander-Arnold dentro da área – a questão é que antes a bola bateu no braço do Bernardo Silva, o que deveria ter parado a jogada imediatamente.

Aí aos 13 minutos o Liverpool marcou o segundo gol com Salah, após um ótimo cruzamento do Robertson, que havia recebido uma virada de jogo do Alexander-Arnold. Foi um belíssimo gol que envolveu os dois laterais dos Reds – certamente a melhor dupla de laterais do mundo.

O Manchester City não conseguiu dominar a posse de bola – terminou com 52%, mas só porque o Liverpool tirou o pé na reta final. Tirando o De Bruyne, que tentou de tudo e mais um pouco para carregar o seu time (e talvez o Angeliño na lateral-esquerda), o City foi mal. Kyle Walker foi um desastre, Aguero parecia sempre um passo atrasado, Gündogan não fez nada, Sterling foi mal.

Além disso, ao meu ver, o Guardiola foi mal na escalação ao começar com Rodri E Gündogan. Não tenho dúvidas que o City poderia ter criado mais e ter tido mais da bola no meio campo de tivesse começado com David Silva ou Phil Foden no lugar do Gündogan. Sem um deles, toda a criação ficou nas costas do De Bruyne.

Voltando pro jogo…

Assim como no primeiro tempo, o Liverpool começou a segunda etapa com tudo e logo aos 5 minutos marcou o terceiro. Após uma troca de passes na lateral-direita, Henderson cruzou na segunda trave para Mané. Walker, que teoricamente estava marcando o camisa 10 do Liverpool, só ficou olhando o baixinho cabecear pro gol.

O Manchester City diminuiu aos 33 minutos com Bernardo Silva e logo depois teve a chance do segundo quando De Bruyne deixou o Sterling na cara do gol, mas o atacante forçou um passe pro lado ao invés de finalizar. Daí em diante o Liverpool só controlou as ações até o apito final.

Com essa vitória o Liverpool chegou à 11 vitórias e 1 empate nos primeiros 12 jogos da Premier League – isso iguala o melhor começo na história do Campeonato Inglês (não só da era moderna, que é chamada de Premier League).

E com o final da rodada 12, a classificação dos seis primeiros da Premier League ficou assim.

Agora teremos uma parada para data FIFA (que pena)!

Até a próxima…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s