O novo (e sensacional) Chelsea da juventude

Quando o Chelsea foi punido pela FIFA, sendo banido de registrar novos jogadores por um ano, muitos (MUITOS) acharam que a temporada do Chelsea seria um desastre total.

Sem jogadores novos, perdeu o Hazard, trouxe um treinador novato… sem chance né?

Na verdade, não!

Eu tenho tido uma sensação bastante positiva com esse Chelsea desde os primeiros jogos da temporada. Mesmo perdendo, o time comandado por Frank Lampard tinha bons momentos dentro dos jogos. A única coisa é que era claro que a juventude e inexperiência de parte do time teria um peso.

Mas o trabalho do lendário Lampard havia sido muito bacana no Derby e o início no Chelsea dava toda pinta de que seria mais bacana ainda.

Lampard se viu obrigado a usar jogadores jovens, algo que o Chelsea nunca foi capaz de fazer bem. A derrota na estreia da Premier League para o Manchester United deixou muitas pessoas duvidando desse Chelsea. Afinal, 4×0 para um rival é um resultado pesado.

Porém, quem assistiu ao jogo viu que foi um resultado mentiroso – o Chelsea teve bons momentos, deveria ter aberto o placar e levou o primeiro gol num erro individual. Tudo isso é fruto da inexperiência de boa parte do elenco.

Quando eu assisti aquele jogo eu fiquei empolgado com o Chelsea, com a postura do time em campo, sempre buscando o ataque ao invés de ficar tentando defender o 0x0.

Hoje, depois de oito rodadas da Premier League e do início da Champions League, estamos começando a ver um Chelsea que não só empolga, mas que está conquistando os resultados.

Tammy Abraham é talvez o grande destaque. O jovem atacante é o artilheiro da Premier League com oito gols, e já foi chamado para a seleção inglesa. Mason Mount é outro destaque – o meia atacante tomou conta da posição e se tornou peça fundamental desse novo Chelsea.

Isso sem contar que o super talentoso Callum Hudson-Odoi mal jogou por lesão, mas está voltando agora, e de contrato renovado (o clube temia a saída do garoto de 18 anos, que era desejado pelo Bayern).

É claro que não é só garotada. Não por coincidência, o Chelsea passou a levar menos gols com o retorno do espetacular Kanté, que dá uma segurança defensiva ao time que é incomparável. Jorginho também vem bem, e o seu comando na criação será fundamental.

O legal disso tudo é ver o Chelsea usar esses garotos, que como eu já disse, não teriam chances se o clube pudesse contratar novos atletas.

Se eu fosse torcedor dos Blues, eu estaria empolgado com esse time. Vai ganhar a Premier League nessa temporada? É claro que não! Mas pode surpreender nas copas e beliscar uma vaga na próxima Champions League, algo que muitos achavam impensável no inicio da temporada.

Hoje, eu colocaria esse Chelsea atrás apenas de Liverpool e Manchester City. Acho que é mais bem treinado do que o Arsenal, o Tottenham parece precisar urgentemente de uma renovação (parece que já deu o que tinha que dar com esse elenco) e o Manchester United é simplesmente uma bagunça.

Até a próxima…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s