O que deu errado e o que precisa mudar na Juventus

A maioria das pessoas imaginavam a Juventus, com Cristiano Ronaldo, chegando pelo menos às semifinais da UEFA Champions League, e como um dos grandes favoritos ao título.

Porém, como eu imaginei, o Ajax foi melhor e se classificou com todos os méritos. Mas o que deu errado nessa Juventus, que foi de favorito ao título à eliminado de forma dominante nas quartas?

DEFESA

O setor defensivo da Juventus foi o seu ponto forte por anos, mas nessa temporada europeia vimos que não é mais o caso.

No primeiro jogo das oitavas contra o Atlético de Madrid o time sofreu dois gols, que só não foram suficientes para tirar Juve por causa da covardia do Atleti no jogo de volta, que só quis segurar o resultado (e pelo hat-trick do Cristiano Ronaldo).

Nessas quartas de final contra o Ajax, a realidade é que o time holandês foi superior à Juve nos dois jogos e expôs os defeitos desse sistema. Bonucci está longe de ser aquele zagueiro dos anos antes de Milan e os laterais não são fortes defensivamente (e Chiellini fez falta no jogo de volta).

Não é à toa que uma das prioridades do clube italiano é trazer um zagueiro jovem para a próxima temporada – Umtiti foi mencionado bastante nos últimos dias, além do próprio De Ligt, que jogou demais hoje.

MASSIMILIANO ALLEGRI

Está na hora de mudar o comando, e isso ficou muito claro com o seu trabalho nesse jogo de volta contra o Ajax. Parecia que ele não sabia da qualidade do adversário, e ao invés de tentar se impor, Allegri escolheu entrar com três volantes, a lá Felipão.

O resultado foi uma Juventus que não conseguiu levar muito perigo, ou criar algo para o CR7.

Sem contar que deixar o Moise Kean no banco, considerando que o garoto tem sido o melhor jogador do time nos últimos jogos, foi inexplicável.

Se não quiser procurar muito, é só olhar para o cara que o destruiu: Erik ten Hag. Pode ter certeza que o treinador do Ajax será disputado por qualquer time grande que decidir mudar o comando.

PAULO DYBALA

Não sei se foi a chegada do CR7 que tirou o seu protagonismo, se é por escolhas do treinador Allegri ou uma simples queda de rendimento, mas o Paulo Dybala fez uma temporada muito fraca… e o seu futebol fez muita falta.

Nas partidas contra o Ajax o Dybala simplesmente não apareceu. Na derrota em Turim, parecia que a Juve jogava com um a menos, e obviamente fez muita falta.

O argentino é um baita talento, mas me parece que seus dias na Velha Senhora estão contados. Ele ainda tem muito mercado, então o certo seria a Juventus negociar o Dybala e focar no desenvolvimento do Moise Kean.

Que fique claro que não estou dizendo que o Dybala é o grande culpado pela desclassificação. Estou dizendo que o seu futebol fez falta.

FOCO NO COLETIVO

A impressão que eu tive assistindo a Juventus na Champions League, desde os jogos da fase de grupos, era que o time esperava o Cristiano Ronaldo decidir.

Se olharmos para os tempos de CR7 em Madrid, por mais que ele era “o cara”, jogadores como Modric e Kroos criavam demais, o Benzema sempre como um grande parceiro, e até mesmo o Gareth Bale fez grandes jogos e gols importantes (fez gols decisivos em duas finais de Champions League).

Na Juventus, ninguém fez nada quando mais precisava. Em parte, isso é culpa do treinador, mas os jogadores precisam aceitar parte da culpa por não entrarem no jogo quando necessário.

Se a Juventus quiser realmente brigar pela orelhuda, terá que fazer algumas mudanças para a próxima temporada, pois os títulos italianos já até perderam a graça.

Até a próxima…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s