Alguns pensamentos da fase de grupos da UEFA Champions League

Já conhecemos os 16 times classificados para as oitavas de final da UEFA Champions League, após o fechamento de uma fase de grupos com muita emoção.

Algumas coisas aconteceram conforme o esperado, outras surpreenderam de forma positiva e negativa.

Esses são alguns pensamentos que ficaram dessa fase de grupos da UEFA Champions League 2018/19.

Anfield – a verdadeira “casa”

O Liverpool sofreu para se classificar às oitavas de final da UEFA Champions. Sim, estava num grupo muito complicado, mas a realidade é que só passou pela fortaleza que criou em Anfield. O time de Klopp perdeu as três partidas que fez fora de casa … e venceu as três partidas em Anfield.

É claro que pode até continuar avançando assim, mas será bem complicado. O Liverpool precisa encontrar uma forma de jogar bem longe de Anfield se pensa em repetir e superar o desempenho da temporada passada, quando chegou à final da UEFA Champions League.

A volta de um gigante

Pela primeira vez desde 2006 o Ajax estará nas oitavas de final da UEFA Champions League, e nós agradecemos. O time ficou apenas dois pontos atrás do poderoso Bayern de Munique no Grupo E, e jogando um futebol muito atraente (o 3×3 na última rodada contra o Bayern foi insano).

A geração é fantástica! De Ligt e Frenkie de Jong são cobiçados por todos os gigantes da Europa (TODOS!), David Neres tem muito talento e Dusan Tadic foi um dos três melhores jogadores dessa fase de grupos (o Bleacher Report o colocou como o melhor da fase de grupos).

Que decepção hein Monaco!

Num grupo com Atlético de Madrid e Borussia Dortmund, seria complicado conseguir uma classificação, mas o Monaco terminou a fase de grupos com apenas 1 ponto e um saldo de -12 (isso mesmo, 12 gols negativos). Pior que o Monaco, só o AEK Atenas, que terminou zerado.

O fraco Clube Brugge conseguiu seis pontos, então esse desempenho do Monaco é dos mais decepcionantes dos últimos anos. Boa sorte Thierry Henry!!

O PSG está pronto?

Terminou em primeiro num grupo com Liverpool e Napoli, o que deve ser elogiado, mas nos grandes jogos Neymar e companhia ainda deixaram a desejar em termos de futebol jogado.

Se não fosse aquele gol do Di Maria no último segundo contra o Napoli para arrancar um empate, as coisas poderiam ter sido bem diferentes. Agora Tuchel precisa fazer esse time absurdamente talentoso começar a jogar de acordo com o nível dos seus jogadores (ou próximos disso), se quiserem vencer a competição.

E, o Neymar precisa se tornar o VERDADEIRO líder desse time. Ele não pode fazer uma jogada incrível num minuto e agir como um muleque no próximo.

Lewa, o matador

E o artilheiro da Champions League até agora é … Robert Lewandowski. O craque polonês marcou oito gols na fase de grupos – dois a mais que Messi.

Depois de começar a temporada mais devagar, Lewa deslanchou e agora, além dos oito na Champions, já tem nove na Bundesliga. Se o Bayern quiser realmente brigar na Champions League, precisará desse Lewandowski decisivo.

Messi e CR7 seguem bem, obrigado

Que sorte a nossa de poder assistir esses dois gênios jogando futebol nesse nível absurdo deles. Messi já deixou seis tentos e fez talvez a melhor partida individual da fase de grupos, contra o Tottenham em Wembley.

Cristiano Ronaldo marcou o gol mais incrível dessa fase de grupos, contra o Manchester United. O nível de dificuldade desse gol (vídeo acima) é absurdo … poucos no mundo são capazes de fazer o que o português fez.

Seus times são talvez os dois grandes favoritos ao título, e isso não uma coincidência.

Foco 100% Champions

Alguns times poderão focar totalmente na Champions League por causa da situação nas suas lugas nacionais. A Juventus já tem oito pontos de vantagem na Serie A e tem elenco para se manter no topo da Itália, rodando o elenco para focar na Champions quando necessário.

O Bayern está nove pontos atrás do Dortmund, que provavelmente focará na Bundesliga. Com isso, o Bayern deveria focar 100% das suas energias na UEFA Champions League. Afinal, um ano sem ganhar a Bundesliga não será o fim do mundo para o Bayern.

O atual tri-campeão Real Madrid também deverá focar na Champions. É verdade que o Real está apenas cinco pontos atrás do líder Barcelona, mas o futebol apresentado sugere que esse Real não tem chances de competir com o Barcelona nos pontos corridos. Porém, conforme já vimos antes, no mata-mata um time inferior é capaz de surpreender (Chelsea em 2012, o próprio Real do ano passado).

Napoli, sentiremos sua falta

Será uma pena não termos o Napoli nessa Champions League. Não venceu o PSG por pequenos detalhes e perdeu a vaga por um gol de saldo.

Imagino esse Napoli entrando como favorito na Europa League, junto com o Chelsea (Inter e Arsenal também brigarão). Considerando que na Serie A as chances são mais que remotas, o foco deverá ser na Europa League, e seria um título muito importante para o Napoli.

Até a próxima …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s