O futebol precisa de mais Kantés

N’Golo Kanté é um monstro, no melhor sentido da palavra. O francês surgiu do nada na temporada do título inesperado do Leicester, e rapidamente se tornou um dos melhores volantes do mundo (desde que foi para o Chelsea, considero o Kanté o melhor volante do mundo).

Quase ninguém o conhecia quando jogava no pequeno Caen da França, ou quando foi para o Leicester em 2015, mas depois que ele se destacou naquela campanha incrível e inesperada, o mundo passou a conhecer o talento de Kanté. O Chelsea não pensou duas vezes e contratou o pequeno volante, que parece estar em três ou quatro partes do campo ao mesmo tempo … e foi campeão na sua primeira temporada em Stamford Bridge.

E, foi imprescindível para a França rumo ao título da Copa do Mundo da Rússia 2018.

Porém, além do seu incrível talento dentro de campo, a sua atitude fora dele vem se destacando muito, ainda mais quando a realidade é que no mundo do futebol, jogadores acham que podem fazer tudo.

Em setembro, esse jogador que vai às partidas num Mini Cooper (um carro bem básico na Inglaterra), estava numa mesquita em King’s Cross, em Londres, após perder seu voo para Paris. Kanté aceitou o convite de um fã desconhecido para ir à sua casa jantar e acabou jogando FIFA e assistindo futebol … que sensacional.

Essa semana o volante voltou às notícias de forma positiva. Em mais uma leva de informações do Footbal Leaks, Kanté foi a única informação positiva.

Quando fechou com o Chelsea, uma conta foi aberta em Jersey, um paraíso fiscal, para pagamento dos direitos de imagem, para que menos impostos fossem pagos. Ao saber disso, Kanté disse que não queria receber nada assim … ele só queria receber o salário, de forma normal e pagando os impostos devidos.

Numa era onde essa prática é comum no futebol internacional, uma atitude dessas é bacana demais de se ver. Lembrando que os maiores nomes do futebol mundial (incluindo Messi e Cristiano Ronaldo) já foram envolvidos em problemas legais de pagamento de impostos.

Quando ouviu essa história, o seu companheiro de seleção Blaise Matuidi disse: “Eu não segui a história de perto, mas não estou surpreso pois é o N’Golo. Ele é perfeito, ele não trapaceia. Só um pouco quando ele joga baralho.”

O futebol precisa de mais Kantés. O mundo precisa de mais Kantés.

Até a próxima …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s