Um verdadeiro show do City no dérbi de Manchester

O placar foi 3×1, o que pode dar a falsa sensação que o Manchester United teve alguma chance nesse confronto. A realidade é que o Manchester City completamente dominou o jogo (o gol do United, de pênalti, foi o único chute no gol do Ederson!).

Mauro Cezar, da ESPN, descreveu bem demais a realidade desses dois clubes: “a única semelhança entre o Manchester City e o Manchester United é a cidade.” É isso! Enquanto um só pensa em jogar futebol, sempre buscando o gol, o outro parece ter medo da bola.

É claro que cada um tem um gosto diferente quanto ao que considera o bom futebol. Pessoalmente, esse City é um time que dá muito gosto de ver. É o time que dá vontade de parar e assistir a todos os jogos (e é o que tento fazer), pois sempre busca o gol, desde o primeiro segundo. Não interesse se está ganhando por 2×0 ou perdendo, esse Manchester City do Guardiola quer mais, e sempre no coletivo.

Manchester City vence o United dando show 3x1
O coletivo se destaca no Manchester City do Guardiola

Já o Manchester United do Mourinho é basicamente o oposto. Espera o adversário criar e, se der para encaixar um ou outro contra-ataque, ou aproveitar algum erro do adversário, tudo bem. Se não der, continua defendendo … e só.

Ao meu ver, isso é muito pouco para um time do tamanho do Manchester United, com o nível de investimento do clube. Se é o Huddersfield fazendo isso, tudo bem. Mas ver o United fazer isso é triste.

O JOGO

Hoje o City abriu o placar com menos de 10 minutos de jogo num gol do maestro David Silva, e se você acha que o City diminuiu o ritmo, está muito enganado. Continuou pressionando e buscando o gol.

No início do segundo tempo foi a vez de Aguero marcar, após uma bela tabela com Mahrez. Placar mais que justo! Aí o Mourinho corrigiu o seu primeiro erro de escalação (começar com Rashford como centroavante e Lukaku no banco), e um minuto depois de entrar (aos 11 do segundo tempo) o Lukaku sofreu um pênalti do brasileiro Ederson, que saiu de forma precipitada do gol (assim como fez no último jogo contra o Southampton).

Martial converteu e o torcedor do City certamente começou a pensar naquele jogo da última temporada quando o United perdia por 2×0 e conseguiu a virada no segundo tempo. Mas, foi apenas um sonho.

O City voltou a dominar a partida e aos 41 minutos, Gündogan, que havia entrado no lugar de Aguero, finalizou uma sequência de 44 passes do City sem que um jogador de vermelho tocasse na bola (quase 2 minutos de toque de bola). Maravilhoso!

Terminou 3×1, mas esse não foi um placar que contou a realidade do jogo … 3×0 ou 4×0 teria sido mais a cara do jogo.

Jose Mourinho parece estar perdido e isolado no United
Mourinho totalmente perdido no dérbi de Manchester

Já disse algumas vezes e volto a dizer que Pep Guardiola é o melhor treinador de futebol do mundo. Não tem nenhum outro treinador que sempre faz com que os seus times busquem o gol, e que conseguem dominar os seus adversários em boa parte dos jogos disputados. E por favor, não vem me falar que é porque o City gasta tanto dinheiro … o Mourinho gasta uma fortuna e o seu United é um dos times mais chatos de assistir (entre os maiores times das quatro principais ligas, é disparado o mais chato).

O Manchester City é líder invicto da Premier League, com 32 pontos em 12 jogos. O Manchester United é o 8º colocado com apenas 20 pontos. Detalhe: o City tem um saldo positivo de 31 gols, enquanto o United tem saldo de 1 gol … negativo.

Até a próxima …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s