A delicada situação no gol do Real Madrid

Agosto de 2015. Último dia da janela de transferências, e o Real Madrid estava prestes a anunciar a tão sonhada contratação do goleiro David De Gea. Todos comemorando, enquanto Keylor Navas aguardava a definição do seu futuro.

Mas, devido ao famoso problema de uma máquina de fax, a transação não pôde ser concluída e o Real teve que “se contentar” com Navas.

Com a chegada de Zidane, que sempre bancou Navas, as coisas deram uma leve tranquilizada. Em janeiro Florentino Perez tentou a contratação de Kepa (hoje no Chelsea), mas Zidane seguiu bancando Navas … até o francês deixar o Real em maio desse ano.

Imediatamente o presidente Florentino Perez (provavelmente a maior razão para a saída de Zidane) voltou a falar na contratação de um novo goleiro. Falou-se muito em Alisson, um pouco em De Gea, e acabou fechando com Courtois.

Durante todas essas sagas, Keylor Navas sempre seguiu fazendo o seu trabalho, e diga-se de passagem, fazendo muito bem. E o seu começo de temporada é excelente (acaba de ser votado o melhor goleiro da UEFA na última temporada), o que deixa a situação de Lopetegui um pouco mais complicada.

Todos nós sabemos como Florentino Perez adora garantir que “suas novas contratações” estejam sempre em campo. Olhando para dois casos recentes, vimos Danilo e James Rodriguez serem forçados a estarem entre os titulares … e não deu muito certo, especialmente o brasileiro, que está longe de ter a qualidade do Carvajal, titular da posição.

Com Courtois certamente não é diferente – Perez quer o belga como titular. O grande “problema” é que o Navas vem fazendo excelentes partidas, sem contar que todos os veteranos do Real gostam muito de Navas.

Na partida do último fim de semana o Real Madrid venceu o Girona por 4×1, mas o placar não mostra as muitas dificuldades que o Real teve durante a partida, e momentos em que Navas salvou los merengues com grandes defesas.

Quando o jogo estava 2×1, com o Girona criando boas chances, o terceiro gol que sacramentou a vitória do Real começou com uma excelente saída de jogo de Navas com as mãos. O goleiro mandou uma bola perfeita para Isco, no meio do campo. O craque dominou, virou e lançou para Gareth Bale, que ganhou na corrida do defensor do Girona de forma impressionante e marcou o gol.

Na comemoração, os zagueiros Sergio Ramos e Nacho foram correndo para abraçar … o Navas.

A rotação dos goleiros me parece inevitável, e o fato é que pode funcionar – vimos com o Barcelona na temporada 2014-2015, quando Luis Enrique deixou Claudio Bravo nos jogos do Campeonato Espanhol e Ter Stegen nos jogos da Champions League e Copa do Rei.

Fazendo isso, é provável que o novato Lopetegui consiga satisfazer o chefe Florentino Perez … pelo menos até Keylor Navas cometer alguma falha!

Até a próxima …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s