A transferência que mudou o mercado do futebol

Há um ano nós vimos o momento que mudou o mercado do futebol. Neymar, então jogador do Barcelona, se transferiu para o PSG por incríveis €222 milhões, obliterando o recorde de €105 milhões de quando Pogba foi da Juventus para o Manchester United.

Na época o Barcelona disse que nem chegou a se preocupar com o interesse do PSG pois achava que ninguém seria maluco de pagar a multa rescisória de €222 milhões. Obviamente o clube nunca pensou que um investimento desse era capaz de trazer um retorno gigante para um clube com aspirações de ser um gigante.

O PSG pensou, e quando viu que existia a possibilidade de Neymar aceitar uma proposta do clube francês, não hesitou. Fez a proposta, e depois de umas duas semanas de negociações entre o PSG eo Neymar, e tomadas de decisão do atleta, o mundo recebeu o anúncio de que Neymar deixaria o Barcelona para se transferir ao Paris Saint-Germain.

Nesse momento tudo mudou … e vimos os efeitos muito rapidamente. O próprio Barcelona, buscando um “substituto” para Neymar, foi ao mercado e teve que pagar mais de €100 milhões por Ousmane Dembele, um atacante talentoso mas ainda muito cru … e que tinha custado €15 milhões um ano antes.

Na mesma janela vimos o Manchester United contratar Romelu Lukaku por €80 milhões. O Chelsea levou o Álvaro Morata ao Stamford Bridge por €66 milhões.

Vimos Philippe Coutinho ser vendido por €125 milhões (mais €35 milhões em possíveis bônus). Virgil van Dijk se tornou o zagueiro mais caro da história, vendido por €80 milhões ao Liverpool, que também fez do Alisson o goleiro mais caro da história, por €62 milhões.

Riyad Mahrez foi para o Manchester City por €68 milhões – a transferência mais cara da história do City, que é um clube que gosta de gastar. O Barcelona pagou €30 milhões por Arturo Vidal, de 31 anos, sendo que ele tinha apenas mais um ano de contrato com o Bayern de Munique … e foi considerado um ótimo negócio para o clube catalão.

Nessa janela também vimos o Real Madrid receber €100 milhões por Cristiano Ronaldo. Considerando que o português tem 33 anos de idade e que o Real foi capaz de recuperar todo o valor investido nove anos atrás … isso mostra o que é o mercado atual.

Todas essas transferências teriam acontecido por talvez metade desses valores, ou menos, antes da transferência do Neymar para o PSG.

Muitos dizem que o mercado está fora de controle … eu mesmo disse isso quando o Manchester United pagou €105 milhões por Paul Pogba. Porém, hoje eu vejo um pouco diferente. Os clubes têm um poder financeiro cada vez maior, pela globalização do futebol e, consequentemente, maiores contratos de direitos de televisão.

Com isso, é natural que os jogadores (afinal, são eles que estão em campo dando o espetáculo pelo qual se paga tanto dinheiro) ganhem mais e que as transferências também fiquem cada vez mais caras.

Essa é uma tendência que existe desde sempre. Por exemplo – o Ronaldo Fenômeno foi vendido do Barcelona para a Inter de Milão em 1997 por €28 milhões. Depois daquela temporada histórica que o craque fez no Barça, ESSE foi o valor. Hoje não dá nem para imaginar o valor que seria uma transferência dessas.

Depois da Copa do Mundo de 2002 (todos sabemos o que o Ronaldo fez naquela Copa), o Real Madrid teve que pagar “apenas” €45 milhões a Inter pela transferência do craque. No mercado atual isso é praticamente de graça para o melhor jogador do mundo.

O mercado muda. Os clubes fazem mais dinheiro, e consequentemente os atletas também.

No ano passado o Neymar custou €222 milhões. No ano que vem o Mbappé custará mais de €300 milhões. É assim que funciona. É muito dinheiro? Sem dúvida alguma. Mas é a realidade. E eu vejo um lado positivo desse mercado.

Clubes menores são capazes de demandar valores bem altos por jogadores promissores, dando a esses clubes uma chance de contratar três ou quatro jogadores menos conhecidos, com a esperança de encontrar outras jóias. Nessa janela temos dois excelentes exemplos disso.

Após apenas uma temporada no pequeno Watford, o brasileiro Richarlison se transferiu para o Everton por aproximadamente €50 milhões. O Watford havia pago pouco mais de €12 milhões ao Fluminense pelo atacante.

Um valor como esse permite ao Watford buscar outras jóias como o Richarlison, e não só manter o nível do time, mas melhorar. Isso só deixa o campeonato mais atraente.

Um outro exemplo é a negociação entre o Leicester e o Manchester United pela possível transferência do zagueiro Harry Maguire aos Red Devlis. Há um ano, o Leicester pagou €13 milhões ao Hull City pelo jogador de 25 anos. Hoje o Leicester já rejeitou uma oferta de mais de €60 milhões por Maguire, e de acordo com jornais ingleses, o United provavelmente fará Maguire o zagueiro mais caro da história, ultrapassando os €80 milhões de Van Dijk.

É maluco? Provavelmente. Mas dá ao Leicester uma chance de contratar mais três ou quatro bons jogadores que poderão deixar o time ainda melhor. E como disse acima, isso é bom para o campeonato.

Há um ano vimos a maior mudança no mercado do futebol. O PSG mudou o mercado, e quer queira quer não, essa é a realidade … e pode ter certeza que só vai aumentar.

Até a próxima …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s