🇧🇷🇺🇸 Não tinha nem dúvida – era para o Carille sair mesmo

⬇️ SCROLL DOWN FOR ENGLISH ⬇️

O treinador Fábio Carille, que na minha opinião fazia o trabalho mais incrível no futebol brasileiro (sim, melhor que do Renato Gaúcho), decidiu deixar o Corinthians para assumir o Al-Wehda da Arábia Saudita.

Ouço muitos, inclusive corinthianos, criticando o Carille, dizendo que ele é um mercenário e que ele deveria ter recusado a proposta. Isso é um absurdo! O Carille levou um time completamente desacreditado e (francamente) fraco para um incrível título brasileiro e dois paulistas. Ele fez milagres com esse time, e merece toda a gratidão do torcedor corinthiano e respeito de todo fã do futebol.

Porém, vamos falar sobre a decisão. Aqui vão três razões que mostram porque a decisão de Carille foi a certa.

1. Instabilidade

Vamos considerar a realidade do mercado brasileiro. Se um treinador tem um ou dois meses ruins, a diretoria não pensa duas vezes antes de mandá-lo embora. A posição do treinador no Brasil é extremamente frágil e instável. Então, se chega uma proposta para você ganhar quatro vezes mais do que você ganha, não tem nem o que pensar. Você aceita!

2. Mercado pobre

Uma outra realidade do futebol brasileiro: o mercado de treinadores aqui é muito pobre. Portanto, podemos ter toda a certeza que quando o Carille retornar ao futebol brasileiro (seja ao final do contrato em dezembro de 2019 ou antes) ele estará no mínimo tão valorizado quanto está hoje, ou até mais. Vemos isso com todos os brasileiros que voltam (tanto treinadores quanto jogadores).

3. Histórico profissional

Finalmente, tem o fato do Carille não ter tido uma grande carreira como jogador, e consequentemente não é um profissional que faz muito dinheiro há muito tempo. Portanto, quando surge uma oportunidade de, em dois anos, ganhar dinheiro suficiente para deixar sua família tranquila pelo resto da sua vida, isso é algo que não tem como desconsiderar.

Só critico algumas das coisas que Carille disse nesses últimos dias. Primeiro por chamar “grande parte da mídia de mentirosa por divulgar que havia uma negociação avançada”, e dias depois fecha com um clube árabe. Ele até criticou o jornalista que foi perguntar sobre o assunto ao seu pai.

Também acho bem ridículo ele dizer na coletiva de despedida que o dinheiro não foi o principal fator da sua escolha, e sim para participar da “evolução do futebol árabe”. Me desculpe, mas ele está assumindo um clube que acaba de subir da segunda divisão. Ninguém vai para o futebol árabe para fazer história – vai para ganhar dinheiro. Ele poderia ter admitido isso.

De qualquer maneira, considerando tudo isso, não era para ter dúvida alguma.

Até a próxima …

▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪

Fabio Carille se despede do Corinthians para o Al-Wehda

🇺🇸 THERE WAS NO QUESTION – HE WAS SUPPOSED TO LEAVE

Manager Fabio Carille, who in my opinion was doing the most incredible job in Brazilian soccer (yes, better than Gremio’s Renato Gaúcho), has decided to leave Corinthians to take over at Al-Wehda, from Saudi Arabia.

I hear a lot of people, including Corinthians fans, criticizing Carille, saying he’s a mercenary and should have turned down the offer. That’s absurd! Carille led a completely questioned and (frankly) weak team to an incredible Brazilian championship and two state championships in Sao Paulo. He did miracles with this team, and deserves all the gratitude from Corinthians fans and respect from every fan.

However, let’s talk about the decision. Here are three reasons that show why Carille’s decision was the right one.

1. Instability

Let’s consider the reality of the Brazilian market. If a manager has one or two bad months, the club’s directors don’t think twice before firing him. The position of a soccer manager in Brazil is extremely fragile and unstable. So, when an offer arrives for you to make four times what you make today, there’s nothing to think about. You accept it!

2. Poor market

Another reality of the soccer market in Brazil: the market for managers is very poor. So, we can be completely sure that when Carille returns to Brazilian soccer (be that at the end of his contract in December 2019, or before) he will be, at the very least, valued the same as he is today, or even more. We see this with all brazilians that return (managers and players).

3. Professional history

Finally, there is the fact that Carille didn’t have a great carreer as a player, and consequently is not a professional who’s been making good money for a long time. So, when an opportunity comes to, in two years, make enough money to for your family to last a lifetime, this is something that can not be put aside.

I only criticize some of the things Carille has said during the last few days. First dor calling a “large portion of the media liars for saying there were advances negotiations”, and days later sign with a Saudi Arabian club. He even criticized the journalist who asked his father about the subject.

I also find it ridiculous when he says in his goodbye press conference that money wasn’t the main factor for his decision, but the chance to participate in the “evolution of the game in Saudi Arabia”. I’m sorry, but he’s taking over a club that just came up from the second division. No one goes to Saudi Arabian soccer to make history – you go to make money. He could’ve admitted that.

Anyway, considering all this, there was never any doubt.

Till next time …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s