Líder … com sobras

O Barcelona conquistou uma vitória incrível contra o Real no Santiago Bernabeu (a terceira seguida em Madrid pela Liga) e agora tem uma vantagem de 14 pontos para seu grande rival.

Foi um jogaço, como já esperamos de um clasico. O Real começou com uma pressão muito forte e dominou os primeiros 30 minutos de jogo, mas o Barcelona defendeu muito bem e aguentou a pressão. 

No segundo tempo o Real não tinha mais fôlego para pressionar a saída do Barcelona e num contra ataque fulminante, que começou com a categoria de Busquets, terminou com Suárez abrindo o placar. 

Daí pra frente foi pressão do Barcelona e 10 minutos depois, em mais um contra ataque, depois de Luis Suarez parar no goleirão Keylor Navas, Carvajal deu uma de goleiro para parar a finalização de Paulinho e foi expulso. Messi converteu o pênalti e marcou seu gol de número 526 com a camisa blaugrana

Ainda teve tempo de Aleix Vidal, que havia acabado de entrar, marcar o terceiro nos acréscimos e selar a grande vitória do Barça, que segue invicto e líder absoluto.

DESTAQUES POSITIVOS 

Sergi Roberto – começou na lateral direita e fez uma partida gigante. Defendeu bem, com muita segurança, e deu um lindo passe para o gol de Suarez.

Keylor Navas – mesmo tendo sofrido três gols, foi o melhor do Real em campo com defesas dificílimas, incluindo uma num chute de Paulinho no primeiro tempo.

Ter Stegen – foi tão bem quanto Navas, com algumas excelentes defesas. 

Sistema defensivo do Barça – aguentou aqueles primeiros 30 minutos de pressão total do Real, que só não abriu o placar pela organização defensiva do Barcelona e o goleirão Ter Stegen.

Contra ataque blaugrana – o Barcelona matou o jogo no contra ataque, com todos participando bem (Busquets, Paulinho, Rakitic, Sergi Roberto, Alba, Suarez e Messi).

DESTAQUES NEGATIVOS 

Carvajal – que partida horrorosa do lateral do Real. Não acertou um cruzamento e, para fechar com chave de ouro, foi expulso.

Cristiano Ronaldo – além daquela furada de bola numa chance clara de gol, não conseguiu influenciar a partida como está acostumado a fazer.

Andre Gomes – sei que só esteve em campo por pouco mais de 10 minutos, mas foi o suficiente para mostrar como é fraco, desperdiçando duas excelentes oportunidades de forma grotesca.

No final, foi uma ótima partida de futebol, digna do maior clássico do futebol mundial.

Até a próxima …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s