O caso peculiar de Paulinho – da China para o Barcelona

Eu mesmo escrevi aqui que a contratação mais bizarra da última janela de transferências foi a de Paulinho pelo Barcelona, não pelo nível do atleta, mas pela idade (29 anos), valor pago (€40 milhões) e especialmente pelo fato de que ele estava jogando no horroroso futebol da China – ninguém sai da China melhorado, né? 

Por enquanto, está calando a minha boca.

Quando ele chegou na Catalunha, extremamente criticado, o clube o defendeu dizendo que ele traria algo diferente ao time, que até então Messi e companhia não tinham – um meio campista capaz de fechar na marcação e chegar com perigo ao ataque, tanto com a bola rolando quanto em jogadas de bola parada.

Paulinho tem entrado bem em quase todos os jogos, e hoje pode argumentar que seria justo ele ser titular no lugar de Rakitic. O croata é um excelente meia, mas ele não consegue trazer o perigo ofensivo que Paulinho traz, e num momento que o time está sem Ousmane Dembélé, faz mais sentido ainda ter o brasileiro em campo.

O Paulinho é um caso muito peculiar – ele é o único jogador a sair do futebol chinês melhor que quando chegou. Saiu da Europa sendo muito questionado (o Tottenham até comemorou os €15 milhões que conseguiu na sua venda) e conseguiu voltar para um dos maiores do mundo … incrível. E muito disso ele deve ao Tite. 

O treinador da Seleção Brasileira sabe como usar Paulinho da melhor forma possível, no entanto que até chegar ao Barcelona, ele só havia jogado em alto nível sob o comando de Tite.

Hoje o ex-jogador do Corinthians e do Tottenham parece estar bem mais maduro do que quando chegou aos Spurs em 2013. Ainda gosta de chegar bastante ao ataque, que é talvez sua principal característica, e o que mais atraiu o Barcelona, mas tem uma presença defensiva mais forte.

Além disso, ele está fisicamente mais imponente – no entanto que alguns jogadores do Barça chamam Paulinho de “monstro”.

Pelo que tudo indica, Paulinho será um jogador muito importante tanto para a Seleção na Copa do Mundo da Rússia quanto para o Barcelona. Depois de ter sido até votado como o pior jogador da história do Tottenham (um exagero absurdo), ele está dando a resposta da melhor maneira possível – dentro de campo.

Ainda é cedo (lembramos que os primeiros jogos dele no Tottenham foram bons), mas os sinais até agora são mais positivos. Cabe a ele manter esse ritmo!

Até a próxima …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s