A situação da Seleção fica cada vez mais perigosa

São nove vitórias e um empate nas eliminatórias sulamericanas. A primeira seleção classificada para a Copa do Mundo, com números impressionantes. 

Falar em problemas parece até estranho, mas vejo a Seleção indo para um caminho possivelmente perigoso … por duas razões.

Jogadores de “confiança”

Conforme vimos nas últimas Copas do Mundo, levar jogadores por confiança e não por qualidade e momento é talvez o maior equívoco que um treinador de seleções pode cometer.

Dunga leva seus jogadores de confiança e cai nas quartas da Copa de 2010

Aquela triste cena de Dunga olhando para o banco de reservas depois de ter levado a virada da Holanda na Copa de 2010, e vendo jogadores como Kleberson, Grafite e Julio Baptista como opções, deveria ser prova de que isso não funciona.

Em 2014 o Brasil entrou em campo contra a Alemanha com Bernard … isso mesmo, BERNARD. Como vai ganhar da Alemanha com Bernard e Fred no ataque … e Jô no banco?

Hoje a Seleção está voando … assim como estava em 2013. Tite insiste em levar muitos dos seus jogadores de confiança, deixando melhores de fora. Ele insiste em Fagner, um lateral-direito mediano, quando temos Fabinho jogando muito no Mônaco (hoje joga mais no meio, mas jogou muito na lateral). Até o Danilo seria melhor.

Na zaga Tite segue com Miranda como titular absoluto, sendo que outros como Jemerson e até mesmo Geromel vivem um momento bem melhor. E deixar David Luiz de fora para chamar Rodrigo Caio ou Gil é um absurdo … D. Luiz vem bem demais no Chelsea e não merece ser deixado de fora por causa dos 7×1. 

O mesmo vale para outros como Giuliano, Taison e até mesmo Renato Augusto, que não vem jogando bem. Enquanto isso, Douglas Costa fica de fora. Já pensou se Neymar e Coutinho estão fora, e precisar contar com Taison? Ou Diego Tardelli?

A situação de Neymar e Coutinho

Hoje Neymar e Philippe Coutinho são dois dos três jogadores mais talentosos da Seleção (com Gabriel Jesus), mas terão uma temporada que irá mexer com ambos … só não sabemos se será positivamente ou negativamente.

Neymar conseguiu a transferência que tanto queria para o PSG, onde será o dono do time. É claro que, se Neymar amadurecer nessa nova função de líder, será uma mudança muito positiva. 

Neymar mostra sua imaturidade no PSG após apenas seis partidas

Porém, não é o que vimos até hoje. Quando “dão o time nas mãos” de Neymar, ele costuma se tornar muito individualista e também bastante irritado em campo. Olha a situação atual com Cavani – ele brigando porque queria bater um pênalti, sendo que Cavani é o cobrador oficial. É extremamente imaturo para alguém que quer ser líder de um time.

No jogo contra o Equador na última rodada das eliminatórias, o camisa 10 parecia que jogava sozinho. Além disso, ficou todo irritado por sofrer faltas quando fazia firulas desnecessárias no meio do campo.

Vejo Neymar tentando fazer tudo, desde a armação até a finalização – o problema é que ele está jogando muito longe da área. A impressão que tenho é que está tentando fazer o que Messi faz no Barcelona. O único problema é que Neymar está longe de ser o Messi. Acredito que ele seria melhor se focasse mais no jogo perto da área, seja pelas pontas ou pelo meio … mas precisa jogar mais perto do gol. 

Ele até pode evoluir e fazer desse tipo de jogo o seu melhor, mas hoje não me parece ser o caso.

Já Philippe Coutinho vive uma situação diferente. O brasileiro queria sair do Liverpool para o Barcelona, mas o clube inglês não quis vendê-lo … algo perfeitamente normal, especialmente considerando que Coutinho assinou um novo contrato no ano passado, sem multa rescisória.

Coutinho tem direito de ficar chateado com o clube, mas se ele assinou um contrato sem multa, ele não tem o que fazer. Se quisesse tanto ir para o Barcelona, que exigisse uma cláusula permitindo a negociação com o clube catalão. 

Mas não. Ele decidiu não jogar pelo Liverpool até o fim da janela, na esperança da transferência se concretizar. Como já sabemos, não rolou, e agora a situação no clube claramente não é das melhores. Coutinho não vem jogando como titular, e o pouco que joga, não joga bem.

Tudo isso pode facilmente afetar o psicológico do atleta, e se isso acontecer, podemos ver uma péssima temporada de Coutinho, o que seria péssimo para a Seleção Brasileira. 

Concorda? Deixe sua opinião e compartilhe.

Até a próxima …

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s