Mais vexame dos brasileiros na Libertadores, mostrando a triste realidade do nosso futebol

Os brasileiros continuam sua sequência ruim na Libertadores. Depois de começar com oito clubes na fase de grupos, seis se classificaram para as oitavas e devemos ter apenas três nas quartas (se o Botafogo confirmar sua classificação hoje).

O Grêmio passou com facilidade pelo Godoy Cruz e o Santos deve passar pelo Atlético-PR. É muito pouco para o país com os clubes mais ricos do continente.

O Palmeiras gasta milhões para trazer novos jogadores e não consegue passar pelo fraquíssimo Barcelona do Equador. O mesmo vale para o Atlético-MG, que não conseguiu marcar um gol sequer em dois jogos contra o Jorge Wilsterman da Bolivia. Simplesmente patético.

Cada vez mais vemos times brasileiros com muita deficiência tática. Me parece uma combinação de jogadores “estrelinhas” com treinadores muito fracos e sem criatividade alguma – é incrível como têm tantos times brasileiros que vivem da bola cruzada na área. É um absurdo.

A realidade é que hoje apenas dois times brasileiros têm organização tática e jogam com consistência: Grêmio e Corinthians. Não é a toa que o Corinthians é lider do Campeonato Brasileiro e o Grêmio ainda briga por quatro títulos. 

No Corinthian ninguém é “estrelinha” … todos os jogadores se matam em campo. O time sabe que é inferior e joga dentro de suas limitações, defendendo com total disciplina e jogando por uma ou duas bolas … e quando chega ao ataque é eficiente. 

Me lembra muito o Leicester quando foi campeão inglês – dava a bola ao adversário, defendia com 11 jogadores atrás da bola e saia para o contra ataque com velocidade e eficiência.

Já o Grêmio joga um futebol mais atrativo … é o único time brasileiro que pratica um futebol legal de assistir.

Vale destacar também o Botafogo, um time com baixo investimento comparado aos outros e mesmo assim joga um bom futebol e está da semifinal da Copa do Brasil e deve se classificar para as quartas da Libertadores. Mérito para o excelente treinador Jair Ventura, que faz um trabalho simplesmente fantástico – para mim, é o grande treinador da atualidade no Brasil.

Muitos jogadores e treinadores se acham mais do que realmente são, e isso é culpa de todos nós, que falam de Fred como se fosse um grande centroavante, ou de Lucas Lima como um craque, ou de Cuca como um grande treinador. Aí os clubes pagam salários astronômicos à eles, sendo que estão longe de merecer.

Jogadores precisam entender que é necessário se sacrificar dentro de campo, treinar bem, marcar forte, e treinar mais ainda. Técnicos precisam evoluir – aprender através de estudos e observação dos melhores … precisam largar crenças de como armavam times dez anos atrás e evoluir, assim como o esporte evoluiu.

Os clubes precisam parar de pagar valores tão altos por jogadores e treinadores medianos. 

Se não, continuaremos vendo vexames como os de ontem (e do Flamengo sequer passar da fase de grupos da Libertadores).

Até a próxima …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s