Gabriel Jesus estreia bem, Rooney bate recorde, Real volta a vencer

No grande jogo do fim de semana, o Manchester City abriu 2×0 mas cedeu o empate em jogo marcado pela boa estreia de Gabriel Jesus e por uma arbitragem polêmica.

O City começou o jogo com tudo e dominou completamente o primeiro tempo, mas parou no goleiro Lloris ou nas más finalizações e acabou indo para o intervalo no 0x0.

O time de Guardiola voltou bem para o segundo tempo e conseguiu abrir o placar com Sané, na primeira falha do goleiro dos Spurs.

Primeiro gol do jogo, do alemão Sané

Minutos depois, com mais uma grande falha de Lloris, De Bruyne ampliou o placar, que era merecido.

Lloris lamenta segunda falha

Mas logo depois o Tottenham, em um bom contra-ataque, marcou com Dele Alli. Foi o primeiro chute no gol de Claudio Bravo.

O City continuou pressionando e teve a chance com o super-valorizado Sterling, que saiu cara a cara com Lloris mas não converteu. Porém, nessa jogada o lateral Walker claramente empurrou Sterling antes da tentativa de finalização, mas o árbitro Andre Marriner incrivelmente não marcou.

Para piorar a situação, na jogada seguinte o Tottenham conseguiu o empate em apenas seu segundo chute no gol – dos últimos 24 chutes no gol de Bravo, 16 entraram. Número preocupante.

Gabriel Jesus estreia com a camisa do City

Com pouco menos de 10 minutos de jogo entrou Gabriel Jesus, e foi uma belíssima estreia. Seu primeiro toque na bola foi um passe que quase resultou em gol. No segundo toque, uma cabeçada que passou perto. No terceiro toque, um gol … impedido.

Em menos de 5 minutos o brasileiro fez mais que Sterling, que saiu para Gabriel Jesus entrar, em 80 minutos. Mostrou muita personalidade e que vem para jogar.

Foi um grande jogo, digno de dois grandes times. O City certamente fica chateado com o empate, especialmente pelo bom jogo que fez. 

Mais cedo o Manchester United enfrentou o Stoke City fora de casa e parecia que seria mais um jogo típico do United nessa temporada – joga relativamente bem, cria chances, mas não marca.

Rooney marca um golaço de falta – o gol do recorde

O Stoke marcou logo no início e segurou o resultado até os acréscimos. Mas, entrando no “Fergie time”, Rooney marcou uma pintura e não só garantiu o empate, mas se tornou o maior artilheiro na história do United com 250 gols. Momento sensacional.

Pelo Campeonato Espanhol, o Real Madrid recebeu o Málaga buscando uma vitória depois de duas derrotas consecutivas, e foi bem mais complicado do que achavam que seria.

O Málaga foi melhor, criou as melhores chances, mas o Real abriu 2×0 ainda no primeiro tempo com dois do zagueiro artilheiro, Sergio Ramos (no segundo gol Ramos estava ligeiramente impedido).

O Málaga ainda conseguiu diminuir, mas não conseguiu o empate. Assim, o Real garantiu mais uma rodada na liderança da liga.

Amanhã teremos Chelsea, Barcelona, Atleti e Juventus em campo.

Até a próxima …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s