O apoio à Seleção voltou – obrigado Tite

O povo brasileiro está começando a apoiar a Seleção Brasileira novamente. Fazia muito tempo que não havia esse tipo de sentimento, e isso tem tudo a ver com Tite.

Muitas vezes, nós temos a mania de dar crédito demais aos técnicos. Eu digo isso pois, afinal, quem entre em campo são os jogadores. É claro que o técnico sempre tem um peso (isso fica claro com a Argentina, que tem jogadores incríveis mas não tem um time – a boa vitória de ontem foi muito graças ao pequeno gênio). Mas, hoje está claro que o ex-técnico do Corinthians fez da Seleção Brasileira um time.

Tite está conseguindo fazer o Brasil jogar um bom futebol. Além disso, suas convocações têm gerado pouca discussão (talvez com a exceção das inclusões de Paulinho e Lucas Lima, e das exclusões de Diego Alves e Lucas Moura – pelo menos, é o que eu penso). Mas, fica difícil discutir quando a Seleção Brasileira produz atuações como a do jogo contra a Argentina. Tite trouxe de volta jogadores indiscutíveis, como Marcelo e Thiago Silva, que Dunga incrivelmente ignorava (uma das várias razões que sua saída era uma unanimidade).

A organização que vemos em campo é sensacional … eu não me lembro de ver algo assim por seis jogos consecutivos – não é a toa que desde os anos 60 o Brasil não vencia seis partidas consecutivas pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo.

O Brasil pressiona a saída de bola muito bem, a marcação no meio campo é forte, e a defesa está sólida (especialmente Marquinhos). Quando sai para o ataque, seja com o Alisson ou numa roubada de bola, a conexão é rápida. Todos os jogadores que estão em campo sabem passar a bola com qualidade, e quando a bola chega ao ataque (especialmente ao trio Gabriel Jesus, Coutinho e Neymar), a velocidade e qualidade são assustadoras.

Hoje a Seleção Brasileira tem muitas armas para chegar ao gol. Cobranças de falta com Neymar, chutes de fora da área com Coutinho (um dos melhores do mundo nisso), o contra-ataque fulminante, a boa chegada dos meias. Apenas a bola parada não parece ser uma arma do time, algo que na minha opinião não é algo negativo pois assim a seleção busca o gol com suas melhores qualidades (além de ser bem mais legal de assistir).

Para termos uma ideia do tamanho da qualidade do futebol apresentado até o momento, nas seis partidas de Tite, o goleiro Alisson mal foi testado – são 17 gols marcados e apenas 1 (contra) sofrido. São números impressionantes, que trazem esse otimismo que o Brasil está sentindo no momento com sua seleção.

A qualidade de Tite é indiscutível, e sua aprovação é praticamente unânime. O trabalho que fez com o Corinthians, especialmente no ano passado, o consolidou como o melhor técnico brasileiro. 

Não tenho dúvida que será apenas uma questão de tempo até que um grande clube europeu venha batendo na sua porta. Só espero que fique até (pelo menos) a próxima Copa do Mundo, pois se as coisas continuarem caminhando dessa forma, tem tudo para ser uma Copa inesquecível para os brasileiros, e não da forma que a Copa de 2014 foi.

Até a próxima …

 

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s