Conheça a seleção da Alemanha que vai enfrentar o Brasil na disputa pela medalha de ouro

Amanhã teremos a final do futebol masculino olímpico. A seleção brasileira nós já conhecemos – jogadores promissores que atuam no Brasil, estrelas que estão crescendo no futebol europeu, e jogadores já consagrados no cenário mundial. Mas e a seleção alemã?

Eles (assim como quase todas as outras seleções participando do futebol masculino) não levam as Olimpíadas tão a sério quanto o Brasil, que vê a conquista dessa medalha de ouro como uma obsessão. Sendo assim, os alemães convocaram uma equipe de desconhecidos (em grande parte). Quem acompanha de perto o futebol europeu talvez conheça Serge Gnabry, jogador do Arsenal, ou Lars Bender, jogador do Bayern Leverkusen. Mas e o resto do time?

Vamos conhecer um pouco do time titular da Alemanha (titulares da semifinal contra a Nigeria), que o Brasil enfrenta amanhã na final das Olimpíadas Rio 2016.

Goleiro: Timo Horn (23 anos) – atua pelo FC Köln

Zaga: Jeremy Toljan (22 anos) – atua pelo Hoffenheim (ex time de Roberto Firmino). Niklas Sule (20 anos) – também do Hoffeinheim. Matthias Ginter (22 anos) – zagueiro do Borussia Dortmund. Lukas Klostermann (20 anos) – atua pelo Leipzig.

Meio-campo: Sven Bender (27 anos) – volante do Borussia Dortmund. Lars Bender (irmão de Sven, 27 anos) – meia do Bayern Leverkusen. Julian Brandt (20 anos) – também do Leverkusen. Max Meyer (20 anos) – atua pelo Schalke 04. Serge Gnabry (21 anos) – meio campista do Arsenal.

Atacante: Davie Selke (21 anos) – jogador do Leipzig.

Alguns dos principais jogadores do banco de reservas: Philipp Max (22 anos) – zagueiro do Augsburg. Leon Goretzka (21 anos) – meia do Schalke 04. Grischa Promel (21 anos) – meio campista que atua no Karlsruher. Nils Petersen (27 anos) – atacante do Freiburg.

Não têm os grandes nomes da seleção principal da Alemanha, como Neuer, Özil e Muller. Mas, mostraram que, como já é de se esperar do alemães, têm uma equipe muito bem montada e disciplinada, e deve ser uma partida complicada.

Finalizo dizendo que, na minha opinião, este jogo não tem nada de revanche dos 7×1 da Copa. O futebol olímpico não tem peso algum no cenário mundial, e os jogadores são não só inferiores aos que jogam a Copa do Mundo, mas muito mais inexperientes. O ouro seria muito legal, e certamente estarei na torcida, mas não tem nada a ver com o vexame do Mineirão.

Até a próxima …

 

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s