O dilema do Arsenal na janela de transferências

O técnico do Arsenal, o francês Arsène Wenger, já é famoso por sua estratégia de contratações nas janelas de transferência. Para os torcedores do Arsenal (desde que chegou ao clube em 1996), ele foi sempre visto de forma positiva, buscando jogadores jovens e com um grande futuro. Hoje, os próprios torcedores do Arsenal estão ficando cansados de ver seu time constantemente fora da briga pelos títulos do Campeonato Inglês ou da Champions League.

Wenger não concorda com os valores exorbitantes que são gastos com grandes jogadores hoje em dia. Ele prefere contratar jovens promessas que poderão se tornar grandes jogadores. Na verdade, eu não vejo problema algum com isso – pelo contrário, acho que isso será cada vez mais necessário.

Porém, jogando no Campeonato Inglês, com os recursos financeiros disponíveis provenientes dos contratos de direitos de televisão (sem contar que os ingressos do Arsenal são os mais caros da Premier League), não será possível vencer o título sem gastar muita grana – a combinação da temporada passada, onde os grandes times jogaram tão mal que o pequeno Leicester conseguiu ser campeão, não deverá se repetir por um bom tempo. Disputar o título da Champions League sem gastar, menos possível ainda.

Todos que acompanham o Arsenal sabem que precisam (desesperadamente) de um grande zagueiro e de um grande atacante. Essa necessidade já vem de algumas temporadas, ficando cada vez mais claro que não será possível vencer com Giroud liderando o ataque, e com apenas um zagueiro (Koscielny) confiável. Isso ficou claro na temporada passada quando o próprio Wenger não pareceu ter confiança em Giroud, o deixando no banco por várias partidas e optando por começar com o ponta Theo Walcott na frente. Como já era de esperar, não deu certo e o Arsenal perdeu uma grande chance de conquistar o título inglês.

Na minha opinião, é óbvio que o Arsenal precisa gastar pra poder competir por títulos. Jogadores como Aubameyang no ataque e Marquinhos na defesa cairiam como uma luva, e instantaneamente tornariam o Arsenal em um dos favoritos ao título da Premier League. Infelizmente, para isso acontecer, provavelmente seria necessário uma troca no comando do Arsenal, pois dois jogadores desse nível certamente custariam (juntos) mais de €100milhões – não vejo Wenger disposto a gastar esse tipo de quantia. E, quando vemos o Manchester United oferecendo isso só por Pogba, fica claro que o jogo está mudando e o Arsenal terá que se adaptar para poder competir com os outros gigantes da Inglaterra.

Como fã do futebol bem jogado, eu gostaria muito de ver o Arsenal de Wenger com um atacante do nível de Aubameyang liderando a linha de frente. O Arsenal sempre jogou um belo futebol, mas como já vimos com os grandes times dos últimos anos (Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique, as seleções da Espanha e Alemanha, e até mesmo o Arsenal de 2003-2004, os “Invencíveis”), além de um belo futebol coletivo, é necessário um grande ataque para converter as chances criadas, e uma zaga forte.

Depende de Wenger e da direção do Arsenal – estão contentes apenas em disputar a Champions League e ter bastante dinheiro nos cofres, ou querem gastar boa parte desse dinheiro e brigar pelos títulos do Campeonato Inglês e da Champions League?

Até a próxima …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s